|

ITSM: Definição e táticas para implementar

ITSM: Definição e táticas para implementar

O Gerenciamento de Serviços de TI (ITSM) é uma das abordagens para a administração dos serviços de TI para empresas.

Este artigo visa explicar detalhadamente o conceito de ITSM, sua importância, os principais frameworks, benefícios, processos, práticas e estratégias de implementação. Continue a leitura!

O Que é ITSM

O ITSM (Information Technology Service Management), ou Gestão de Serviços de Tecnologia da Informação, é um conjunto abrangente de práticas, políticas e procedimentos destinados a gerenciar de maneira eficiente os serviços de TI. 

Esse gerenciamento abrange todas as fases do ciclo de vida do serviço, desde o planejamento e design até a entrega, operação e suporte contínuo. 



O objetivo principal do ITSM é alinhar os serviços de TI com as necessidades e objetivos estratégicos do negócio, proporcionando valor contínuo aos clientes e usuários finais.

Principais Frameworks de ITSM

Os frameworks de ITSM servem para a padronização e organização na gestão de serviços de TI. Eles fornecem um conjunto de procedimentos que as empresas podem seguir para garantir que seus serviços de TI sejam entregues com uma boa qualidade. 

Além disso, esses frameworks facilitam a evolução contínua por oferecer uma plataforma para monitoramento e avaliação constantes das operações e dos serviços de TI. Isso permite que a sua empresa adote uma abordagem proativa na identificação e resolução de problemas, além de aprimorar continuamente seus processos e serviços.

1) ITIL (Information Technology Infrastructure Library)

Ele fornece um conjunto de práticas detalhadas para a gestão de serviços de TI, que são organizadas em cinco estágios: Serviço Estratégico, Design de Serviço, Transição de Serviço, Operação de Serviço e Melhoria Contínua de Serviço.

O ITIL é um framework amplamente reconhecido e utilizado para a gestão de serviços de TI. A responsabilidade pela administração e atualização deste framework cabe à AXELOS, uma joint venture criada em 2013 entre o governo do Reino Unido e a Capita plc, dedicada à promoção das melhores práticas em gestão de serviços de TI.

O ITIL ajuda a gerenciar riscos, fortalecer a relação com os clientes, estabelecer práticas econômicas e construir um ambiente de TI estável, permitindo o crescimento, a escala e a mudança.

Lançada em 2007, a ITIL versão 3 (v3) representa a interação adotada do framework ITIL. A ITIL v3 trouxe várias melhorias significativas em relação à sua antecessora, incluindo:

  • Melhorias de processo: a ITIL v3 introduziu processos mais refinados e detalhados, otimizando a eficiência e eficácia das práticas de gestão de serviços de TI.
  • Abordagem de ciclo de vida: uma das inovações mais notáveis da ITIL v3 foi a adoção de uma abordagem de ciclo de vida para a gestão de serviços, abrangendo desde a estratégia e design até a transição, operação e melhoria contínua dos serviços.
  • Alinhamento negócio-TI: a versão 3 expandiu os processos para garantir um melhor alinhamento entre as operações de TI e os objetivos de negócios, facilitando uma integração mais coesa entre as duas áreas.

Principais práticas da ITIL 4

ITIL 4 são os Sistemas de Valor de Serviço (SVS) e o modelo das Quatro Dimensões do Serviço.

O SVS ITIL representa como os vários componentes e atividades da organização trabalham juntos para facilitar a criação de valor através do serviço.

Nesse sentido, eles podem ser integrados de uma maneira flexível, o que requer integração e coordenação para manter a organização consistente.Isso gera uma direção consistente, unificada e focada no valor para a organização.

Esses componentes são: a Cadeia de Valor de Serviços ITIL, os Princípios Orientadores ITIL, as práticas ITIL, a governança e a evolução contínua.

O ITIL 4 introduziu a modernização, como o foco na co-criação de valor por meio do SVS e práticas adaptáveis e flexíveis que suportam a cultura ágil, DevOps e transformação digital.

2) DevOps

O DevOps é uma metodologia moderna que visa a integração completa entre as equipes de desenvolvimento de software (Dev) e operações de TI (Ops). 

Este enfoque colaborativo busca quebrar as barreiras tradicionais entre essas áreas, promovendo uma comunicação aberta, colaboração contínua e uma cultura de responsabilidade compartilhada. 

O principal objetivo do DevOps é melhorar a eficiência dos processos de desenvolvimento e entrega de software, garantindo que produtos de alta qualidade sejam lançados de maneira mais rápida e frequente.

A adoção do DevOps oferece uma série de benefícios significativos para as organizações, incluindo:

  • Entrega contínua: o DevOps facilita a automação e a integração contínua, permitindo a entrega rápida de atualizações de software.
  • Melhoria da qualidade: através de testes e monitoramento, a qualidade do software é constantemente avaliada e aprimorada.
  • Redução de tempo de ciclo: processos automatizados reduzem o tempo necessário para levar novas funcionalidades e correções de bugs ao mercado.
  • Maior colaboração: ao unir desenvolvimento e operações, o DevOps promove uma cultura de colaboração e comunicação aberta, resultando em menos conflitos e maior alinhamento de objetivos.

Quando falamos da integração do ITSM com DevOps serve para garantir que as práticas de gerenciamento de serviços sejam aplicadas ao longo de todo o ciclo de vida do desenvolvimento e operação de software.

Vantagens da Integração ITSM e DevOps:

  • Gestão de mudanças eficiente: o ITSM fornece processos estruturados para a gestão de mudanças, garantindo que as alterações sejam bem planejadas, avaliadas e implementadas com o mínimo de risco e interrupção.
  • Gestão de incidentes e problemas: a integração com práticas de ITSM permite uma resposta rápida e eficaz a incidentes e problemas, minimizando o impacto no serviço e melhorando a continuidade operacional.
  • Visibilidade e transparência: o ITSM oferece ferramentas e frameworks para rastreamento e monitoramento de serviços, proporcionando maior visibilidade sobre o estado dos sistemas e a eficácia das mudanças implementadas pelo DevOps.
  • Melhoria contínua: a combinação das práticas de DevOps e ITSM cria um ciclo virtuoso de melhoria contínua, onde feedback constante e dados analíticos são utilizados para aperfeiçoar processos e serviços.

3) Outros Frameworks

Enquanto ITIL e DevOps são amplamente reconhecidos por seu impacto significativo na Gestão de Serviços de Tecnologia da Informação, vários outros frameworks também são importantes nesse domínio.

Esses frameworks são complementares e ajudam as organizações a otimizar seus processos de TI, melhorar a governança e integrar serviços. Conheça um pouco sobre cada um desses frameworks:

COBIT é um framework desenvolvido pela ISACA (Information Systems Audit and Control Association) focado em governança e gestão de TI. 

Ele oferece uma estrutura para ajudar as organizações a alcançar seus objetivos empresariais por meio de uma governança eficaz e da gestão dos recursos de TI.

  • Governança de TI: COBIT fornece um modelo para a criação de uma governança de TI sólida, garantindo que todas as partes interessadas estejam alinhadas com as metas e objetivos de negócios.
  • Conformidade e controle: ajuda as organizações a cumprir regulamentos e padrões de conformidade, além de estabelecer controles rigorosos para proteger ativos de TI.
  • Medição e avaliação: oferece ferramentas para medir e avaliar o desempenho de TI, permitindo uma melhoria contínua e a identificação de áreas de aprimoramento.

SIAM (Service Integration and Management)

O SIAM é um framework que aborda a complexidade de gerenciar vários provedores de serviços em um ecossistema de TI.

  • Integração de serviços: SIAM foca na coordenação e integração de serviços de vários provedores, garantindo que eles trabalhem juntos..
  • Gestão de fornecedores: fornece diretrizes para a gestão eficaz de fornecedores, desde a seleção e contratação até a avaliação de desempenho e término de contratos.
  • Alinhamento com negócios: ajuda a alinhar os serviços de múltiplos fornecedores com os objetivos e necessidades do negócio.

IT4IT (IT for IT)

Desenvolvido pelo The Open Group, o IT4IT é um framework que fornece uma abordagem de referência para a gestão do ciclo de vida de TI.

  • Ciclo de vida de TI: IT4IT aborda o ciclo de vida completo da TI, desde o planejamento e design até a entrega, operação e suporte.
  • Arquitetura de referência: oferece uma arquitetura de referência que permite às organizações gerenciar suas operações de TI.
  • Automação e integração: facilita a automação e integração de ferramentas e processos, melhorando a eficiência e reduzindo custos operacionais.

Lean IT

Lean IT aplica os princípios do Lean Manufacturing à gestão de serviços de TI, com o objetivo de aumentar o valor entregue ao cliente através da eliminação de desperdícios e melhoria contínua.

  • Eliminação de desperdícios: foca na identificação e eliminação de atividades que não agregam valor, otimizando os processos de TI.
  • Melhoria contínua: Promove uma cultura de melhoria contínua, onde as equipes estão constantemente buscando formas de melhorar os processos e serviços.

Valor para o cliente: Centraliza suas práticas em torno de entregar valor máximo ao cliente, assegurando que todos os processos e atividades de TI estejam alinhados com essa meta.

Cada um oferece abordagens diferentes benefícios específicos para a gestão de serviços de TI, conforme abordaremos melhor abaixo.

Benefícios do ITSM

Se você se pergunta quais os benefícios do ITSM para sua operação diária, não deixe de ler abaixo. Conversaremos um pouco sobre isso.

Melhoria da eficiência e produtividade

Processos padronizados e automatizados resultam em operações mais eficientes. A padronização dos procedimentos permite a redução de erros e a criação de um ambiente onde as atividades são repetíveis e previsíveis.

Além disso, a automação de tarefas rotineiras e a integração de ferramentas de ITSM reduzem a necessidade de intervenção manual, liberando a equipe de TI para se concentrar

Alinhamento das equipes de TI com as prioridades de negócios

Com ITSM, a TI se torna um facilitador estratégico, alinhado aos objetivos da empresa. Isso é alcançado através do mapeamento de serviços de TI para processos de negócios específicos, garantindo que todos os esforços de TI estejam direcionados para o suporte e o avanço das metas organizacionais.

A visibilidade aumentada sobre como os serviços de TI impactam os resultados de negócios permite uma tomada de decisão mais informada e um melhor gerenciamento de recursos.

Redução de custos e riscos

O ITSM melhora a gestão de recursos e a mitigação de riscos associados aos serviços de TI. A adoção de práticas de gestão financeira de TI, por exemplo, ajuda a controlar e otimizar os gastos, enquanto a gestão de riscos e conformidade assegura que a organização esteja preparada para lidar com ameaças e manter a conformidade com regulamentos.

A melhoria na gestão de incidentes e mudanças também reduz o tempo de inatividade e o impacto dos problemas, resultando em uma operação mais estável e econômica.

Melhoria da experiência do cliente

Serviços de TI mais confiáveis e responsivos aumentam a satisfação do cliente. Com o ITSM, as organizações podem implementar acordos de nível de serviço (SLAs) rigorosos e utilizar métricas de desempenho para garantir que as expectativas dos clientes sejam atendidas ou superadas.

A capacidade de resolver problemas rapidamente, fornecer suporte proativo e personalizar serviços de acordo com as necessidades do cliente contribui para uma experiência superior e para a fidelização do cliente.

Aumento da satisfação dos funcionários e clientes

Processos claros e eficientes reduzem a carga de trabalho e o estresse, melhorando o moral da equipe. O ITSM promove um ambiente de trabalho onde os funcionários têm acesso às informações e ferramentas necessárias para desempenhar suas funções de forma eficaz.

A gestão do conhecimento, por exemplo, assegura que a equipe possa aprender com incidentes passados e aplicar soluções comprovadas, enquanto a automação de processos repetitivos libera tempo para o desenvolvimento profissional e atividades de maior valor agregado.

Principais processos e práticas de ITSM

  • Gerenciamento de solicitações de serviço: esse processo sugere a gestão de todas as solicitações de serviço dos usuários, garantindo respostas rápidas e resoluções eficazes.
  • Gestão do conhecimento: a gestão do conhecimento é o processo de criação, compartilhamento e gerenciamento de informações e conhecimentos dentro da organização, garantindo que o conhecimento certo esteja disponível no momento certo.
  • Gestão de recursos de TI: a gestão de recursos de TI foca na utilização eficaz e eficiente dos recursos de TI, assegurando que as capacidades e infraestruturas de TI estejam alinhadas com as necessidades do negócio.
  • Gerenciamento de incidentes: esse processo se concentra em restaurar rapidamente a operação normal do serviço após um incidente, minimizando o impacto negativo para os negócios.

Estratégias para implementação de ITSM

Implementar ITSM de maneira eficaz requer uma abordagem estratégica que considere as necessidades e características específicas de cada organização. Este processo envolve várias etapas, desde a avaliação inicial das necessidades até a adaptação de frameworks e a utilização de tecnologias específicas.

1) O início da implementação de ITSM

Para iniciar a implementação do ITSM, é importante avaliar as necessidades específicas da organização, identificar as áreas de melhoria e desenvolver um plano estratégico.

2) Importância de priorizar a equipe de TI

Investir em treinamento e desenvolvimento contínuo da equipe de TI é o básico para o crescimento e sucesso do ITSM. Uma equipe bem preparada é capaz de adotar práticas de ITSM de maneira mais simples.

3) Desenvolvimento de práticas e capacidades exclusivas

Cada organização tem suas peculiaridades; portanto, é importante desenvolver práticas e capacidades de ITSM que se ajustem às necessidades e cultura da empresa.

4) Adaptação de Frameworks às necessidades da Empresa

Adaptar os frameworks de ITSM às necessidades específicas da empresa garante que as práticas adotadas sejam relevantes e eficazes.

5) Utilização de tecnologia e Software de ITSM

O uso de ferramentas e software de ITSM pode automatizar tarefas, promover a colaboração e melhorar a eficiência geral dos processos de gerenciamento de serviços de TI.

Resumindo…

Recapitulando, o ITSM é uma boa prática para a gestão dos serviços de TI, alinhando-os com os objetivos de negócios e proporcionando valor contínuo. 

A implementação de ITSM pode trazer inúmeros benefícios, desde a melhoria da eficiência até a satisfação do cliente. 

Para empresas que desejam adotar o ITSM, basta adaptar os frameworks às suas necessidades, investir na equipe de TI e utilizar a tecnologia adequada para apoiar os processos de ITSM.

Recomendações para sua empresa adotar o ITSM

  • Avalie suas necessidades específicas e desenvolva um plano estratégico.
  • Invista no treinamento e desenvolvimento contínuo da equipe de TI.
  • Adapte os frameworks de ITSM às necessidades e cultura da sua empresa.
  • Utilize ferramentas e software de ITSM para automatizar tarefas e promover a colaboração.
  • Monitore e melhore continuamente seus processos de ITSM para garantir o sucesso a longo prazo.

Não se esqueça de explorar nossos mais dos nossos artigos sobre gestão de TI e inovação tecnológicaAssine nossa newsletter para receber atualizações regulares diretamente no seu e-mail.

Stories


Artigos Similares

logo zeev by stoque

Integramos agora o portfólio de Produtos Digitais da Stoque, empresa especialista em automação digital para processos e documentos. Nossos clientes passam a ter acesso a uma oferta mais ampla de soluções – tecnologias e serviços para automação de processos ponta a ponta.

Para clientes
Universidade Zeev
Help Zeev

A Zeev coleta, via cookies, dados essenciais para o funcionamento do site e métricas de acesso. Saiba Mais.

Entendido
Dicas para dominar as Soft e Hard Skills Janela de Johari: o que é o seu “eu desconhecido? Gráficos de Gantt: As 3 Melhores Ferramentas Gráfico de Gantt: o que é, como entender e onde criar