|

DevOps: O que é e como funciona?

O que é devops

DevOps é uma estrutura e filosofia em constante evolução que promove o melhor desenvolvimento de softwares e aplicações em menos tempo e o lançamento rápido de recursos ou produtos novos. E, além disso, a rápida adaptação quando solicitada pelos clientes.

O que é DevOps?

O termo DevOps une duas palavras que já são bem conhecidas no mundo da tecnologia, desenvolvimento e operações. E, como já dei spoiler na introdução deste blogpost, é um conjunto de práticas, como se fosse uma cultura, para integrar equipes de desenvolvimento de soluções em software e as equipes de operações, juntamente com a adoção de processos automatizados para produção de desses softwares e aplicações.

Devops
O que quer dizer DevOps?

Como funciona o DevOps?

Além dos esforços para quebrar as barreiras de comunicação e promover a colaboração entre as equipes de desenvolvimento e operações de tecnologia, um dos principais valores do DevOps é alcançar a satisfação do cliente e entregar serviços em menos tempo. O DevOps também foi criado para impulsionar a inovação nos negócios e ser o motor de melhoria contínua de processos.

A prática de DevOps estimula cada empresa a estabelecer o objetivo de oferecer um serviço cada vez melhor, em menos tempo, de melhor qualidade e com maior segurança aos seus clientes finais; por exemplo, com atualizações, recursos ou lançamentos de produtos mais frequentes.



Isso pode ser refletido na rapidez com que uma nova versão ou recurso do produto chega ao cliente, mantendo os mesmos níveis de qualidade e segurança, ou a rapidez com que se identifica um problema ou bug e, em seguida, corrige e publica uma versão corrigida.

A cultura DevOps está sustentada em 3 pilares

  1. Integração contínua: neste pilar sustenta-se o compartilhamento de conhecimento e experiências entre as áreas de desenvolvimento e infraestrutura ou operações;
  2. Implantação contínua: este é o pilar que sustenta a velocidade nas entregas dos produtos ou serviços;
  3. Feedback contínuo: feedbacks de todos os envolvidos nas fases

Por que o DevOps tem se popularizado?

Bom, como eu já te contei o DevOps promove comunicação contínua, colaboração, integração, visibilidade e transparência entre as equipes de desenvolvimento de aplicações e softwares (Dev) e as operações de tecnologia ou infraestrutura (Ops). Essa estreita relação entre “Dev” e “Ops” se estende a todas as fases do ciclo de vida do DevOps: desde o planejamento inicial do software, até as fases de codificação, construção, teste e publicação, até a entrada em operação e monitoramento contínuo.

Esse relacionamento gera um ciclo de feedback contínuo com os clientes sobre aprimoramentos, desenvolvimento, teste e implantação. Um dos resultados de todos esses esforços pode ser a liberação contínua e mais rápida de adições e alterações necessárias nos recursos.

E agora, quais são os métodos de DevOps?

Existem vários métodos comuns de DevOps que as organizações usam para acelerar e melhorar o desenvolvimento e os lançamentos de produtos. Geralmente são apresentadas como práticas e metodologias ágeis de desenvolvimento de software. Entre os mais populares estão Scrum, Kanban e Agile.

Por que aderir a prática DevOps?

Velocidade

Esse tipo de abordagem com microserviços e a entrega contínua, permitem que as empresas digitais forneçam alta disponibilidade e estabilidade às suas aplicações; isso ocorre porque em todas as partes dos aplicativos (banco de dados, backend, frontend, etc.), o componente afetado é restaurado.

Mas, você deve estar se perguntando qual a importância dessa alta disponibilidade? Bem, a alta disponibilidade significa presença contínua no mercado e mais lucros, ambos fundamentais para o crescimento dos negócios.

Entrega rápida

Como o DevOps é baseado na integração e nas entregas contínuas e interativas, ele ajuda significativamente a atender aos requisitos mais críticos do cliente de acordo com as prioridades, ao mesmo tempo em que permite que o cliente forneça o feedback certo para cada entrega com mais rapidez e precisão para toda a equipe. Desta forma, os clientes sentem-se verdadeiramente cuidados e satisfeitos com os seus requisitos particulares para cada entrega.

Colaboração melhorada

A comunicação constante sobre o progresso e os resultados entre os membros da equipe e o cliente é um princípio fundamental da prática DevOps. Essa comunicação cria um ambiente de trabalho em que todos estão sempre informados sobre problemas, soluções e oportunidades de melhoria em todas as áreas da equipe. Tudo isso permite que as equipes colaborem de forma mais responsiva e capaz em caso de problemas.

Escala

O DevOps tem a infraestrutura como código, e seus membros de desenvolvimento, administração de sistemas, controle de qualidade e administração trabalham juntos sob o mesmo teto e, em alguns casos, remotamente, economizando tempo valioso para análise de feedback e resolução de problemas.

Segurança

O DevOps é projetado para fornecer serviços a empresas de TI, mas o conceito não leva em consideração, em princípio, questões de segurança ou compliance (cumprimento de obrigações legais em TI).

Para compensar essa falta, pode-se criar uma infraestrutura e políticas de código que ampliam os componentes de desenvolvimento e adicionam estratégias de segurança . Isso seria, portanto, uma integração direta dos elementos de segurança mais importantes no processo de desenvolvimento.

Além disso, o DevOps oferece benefícios de desenvolvimento que não apenas beneficiam os clientes, mas também impactam positivamente e diretamente os negócios. O trabalho entre diferentes equipes, por um lado, proporciona maior senso de pertencimento e maior compreensão entre os membros da empresa e, por outro, evita que a forma de trabalhar de cada departamento fique estagnada e perca a conexão com a dos demais. Dessa forma, melhora significativamente a capacidade das equipes de resolver problemas.

Para finalizar…

Veja só, uma vez tomada a decisão de integrar o DevOps, é necessário planejar minuciosamente a transição e garantir que você tenha as ferramentas certas, para que cada etapa do processo possa ser realizada com eficiência e, acima de tudo, com segurança.

Quando os integrantes da empresa e as equipes se familiarizarem positivamente com a mudança, a nova prática logo dará os primeiros frutos. As ofertas de software criadas com ele podem ser lançadas no mercado mais rapidamente e com atualizações mais frequentes. Como se isso não bastasse, sua qualidade também melhora significativamente, pois cada versão será revisada com muito mais precisão graças ao monitoramento e controles automatizados, para garantir que possa ser usado de maneira ideal.

E aí, gostou do conteúdo de hoje? Depois me conta!

Até a próxima.

Stories


Artigos Similares

A Zeev coleta, via cookies, dados essenciais para o funcionamento do site e métricas de acesso. Saiba Mais.

Entendido
BPMS 5 funcionalidades e vantagens Janela de Johari o que são os 4 eus O que é e quis são as vantagens de um Quadro de Gestão à Vista 6 Passos para automatizar um Workflow!