| | |

O que é Dashboard: como criar e dicas ferramentas gratuitas

imagem com um dashboard escrito o que é dashboard

Para uma gestão empresarial eficaz, a análise cuidadosa dos dados é essencial, pois é a partir disso que a organização pode tomar decisões fundamentadas e alcançar um crescimento sustentável e ágil. 

Nesse contexto, os dashboards se destacam como uma solução estratégica, uma vez que proporcionam aos gestores uma visão clara e objetiva das informações críticas da empresa. 

Você já implementou essa ferramenta em seu negócio? No artigo, apresentamos o conceito de dashboard, sua importância, os diferentes tipos e dicas de ferramentas para ajudá-lo a criar o seu próprio dashboard. Confira! 

O que é dashboard?

Um dashboard, também conhecido como “painel de controle”, é uma ferramenta visual concebida para centralizar informações cruciais em um único local. Geralmente, apresenta dados como métricas e KPIs (Key Performance Indicators, em português Indicadores-Chave de Desempenho), que possibilitam uma análise ágil e precisa de um negócio. 



O principal propósito da solução é fornecer uma visão abrangente das informações essenciais da empresa, abarcando dados como o histórico de vendas e o fluxo de demissões e admissões de novos colaboradores, por exemplo. 

Material para baixar de Checklist para mapeamento de processos

Por que ter um dashboard na gestão?

A utilização de dashboards é fundamental, pois possibilita uma melhor gestão visual do negócio e dos processos da empresa. Isso permite que gestores e/ou colaboradores monitorem o desenvolvimento do negócio de acordo com as metas e objetivos estabelecidos no planejamento. Veja abaixo 5 bons motivos para ter um dashboard:

  • Acompanhamento em tempo real dos principais indicadores de desempenho.
  • Concentração de dados relevantes em um único lugar.
  • Análise integrada e sistematizada para uma tomada de decisão otimizada.
  • Facilitação na identificação de tendências, padrões e anormalidades nos dados.
  • Base embasada para direcionar esforços rumo aos objetivos estratégicos da empresa.

Com as informações de um bom dashboard em mãos, os gestores e a equipe podem ampliar o campo de visão do negócio e tomar decisões mais assertivas.

Tipos de dashboards

Existem três tipos principais de dashboards: operacional, tático e estratégico. Veja: 

1- Dashboard operacional

É utilizado para monitorar processos e indicadores-chave de desempenho em tempo real. Ele possui um foco maior nas operações de rotina, sendo indicado para profissionais que atuam na linha de frente, como gestores de operações ou supervisores de produção. 

Sua função principal é garantir a fluidez das atividades diárias por meio de um monitoramento constante, permitindo a identificação imediata de problemas.

2- Dashboard tático

Destinado a gestores de departamento ou líderes de projeto, ele ajuda a mensurar o progresso de objetivos que podem levar um tempo maior para serem alcançados. Ou seja, é usado como um termômetro para medir a saúde de processos no médio prazo. 

Em outras palavras, mostra como o trabalho diário ajuda a empresa a caminhar em direção aos seus planos de prazo maior. 

3- Dashboard estratégico

O dashboard estratégico é utilizado para monitorar o desempenho dos objetivos estratégicos da empresa, sendo um aliado da alta gestão. Por meio desse modelo, executivos podem avaliar o sucesso da organização em diversas frentes, identificar oportunidades de crescimento e alinhar as operações com a estratégia global do negócio. 

Como criar um dashboard

A criação de um dashboard eficiente requer alguns passos importantes. Vejamos quais são: 

1- Definição de objetivos

O primeiro passo é definir o que se quer alcançar com o dashboard, ou seja, seus objetivos, como acompanhar metas específicas e/ou dados de fluxo de caixa, despesas e receitas da empresa, por exemplo. 

Além disso, considere que tipo de decisões serão influenciadas pelas métricas selecionadas e dados que ele exibirá e quem serão os principais usuários da ferramenta.

2- Selecione métricas e indicadores

Outro ponto necessário é escolher métricas relevantes, alinhadas com os propósitos que levaram à implementação do painel visual. 

Tomando como exemplo um dashboard projetado para monitorar as vendas de uma empresa, métricas como volume de negociações, receita total, vendas por categoria e ticket médio podem ser consideradas. 

3- Foque em dados relevantes

Um bom dashboard deve manter o foco em dados relevantes e evitar o excesso de informações, pois isto pode gerar confusão visual e atrapalhar a interpretação. Portanto, informações redundantes, dados desatualizados, métricas irrelevantes são exemplos de elementos que não devem fazer parte do painel visual. 

4- Crie um layout eficiente

O layout do dashboard deve ser claro, organizado e de fácil leitura. É recomendável utilizar gráficos e visualizações que facilitem a compreensão dos dados. Além disso, o painel deve ser organizado de forma lógica, agrupando as métricas por categorias e destacando as informações mais importantes.

Ferramentas gratuitas para criar dashboards

Existem várias ferramentas gratuitas disponíveis que oferecem recursos estratégicos para a criação de dashboards eficazes, entre elas, o:

Google Data Studio, ou Looker Studio

O Google Data Studio é uma das opções mais populares para a criação de dashboards gratuitos. Ele permite a conexão de diferentes fontes de dados, como Google Analytics, Google Ads, planilhas do Google Sheets e muito mais. Além disso, a plataforma oferece uma ampla variedade de opções de visualização, como gráficos, tabelas e mapas interativos para a criação de painéis personalizados.

Microsoft Power BI

Outra opção é o Microsoft Power BI, que oferece uma interface intuitiva e recursos avançados para a importação e visualização de dados. Entre as funcionalidades da ferramenta para criação de dashboards, destacam-se a possibilidade de conectar diferentes fontes de dados, criar visualizações personalizadas e compartilhar os painéis criados com outros usuários.

Klipfolio

O Klipfolio é uma ferramenta que possui uma versão gratuita com recursos limitados para a criação de dashboards. Ele permite a conexão de várias fontes de dados, como redes sociais, Google Analytics e planilhas do Excel, por exemplo. Com a solução, também é possível criar dashboards personalizados e compartilhá-los com outras pessoas de forma fácil e rápida. 

Não existe gestão sem ao menos um dashboard…

Os dashboards desempenham um papel fundamental na gestão empresarial, sendo considerados uma das ferramentas mais importantes para gestores. Isso porque oferecem a capacidade de monitorar em tempo real o alcance dos objetivos do negócio, proporcionando uma visão abrangente e atualizada do desempenho da empresa. Além disso, ajudam a identificar áreas de sucesso e possíveis problemas, facilitando assim a tomada de decisões informadas e estratégicas.

Acompanhe mais das nossas dicas e artigos recebendo em primeira mão as novas publicações. Assine a newsletter da Zeev!

Stories


Artigos Similares

A Zeev coleta, via cookies, dados essenciais para o funcionamento do site e métricas de acesso. Saiba Mais.

Entendido
BPMS 5 funcionalidades e vantagens Janela de Johari o que são os 4 eus O que é e quis são as vantagens de um Quadro de Gestão à Vista 6 Passos para automatizar um Workflow!