Questionário de Mapeamento de Processos para Gestores

Homem lendo Questionário de Mapeamento de processos para gestores

Que o mapeamento de processos é uma ferramenta valiosa para gestores que visam a eficácia operacional, você já sabe. Então, a novidade é que, para aprimorar essa prática, usar questionário de mapeamento de processos é fundamental. 

Essa ferramenta otimiza a coleta de informações, proporcionando agilidade na compreensão dos processos organizacionais, o que, consequentemente, permite ao gestor a tomada de decisão correta e rápida. 

No artigo, apresentamos um guia prático para criar e aplicar essa estratégia de forma simples e prática, levando em conta as necessidades da sua empresa. Ainda, mostramos seus benefícios. Acompanhe! 

Leia também: 5 exemplos de Mapeamento de Processos!



Benefícios do uso de questionário no mapeamento de processos

Ao utilizar questionário personalizado, os gestores podem colher insights valiosos sobre o funcionamento dos processos em suas organizações. Nesse sentido, alguns dos principais benefícios são:

  • Visão abrangente e detalhada de cada etapa do processo, identificando entradas, saídas, ações e responsáveis envolvidos.
  • Identificação de gargalos, permitindo que os gestores tomem ações corretivas de forma rápida.
  • Os questionários também ajudam a encontrar oportunidades de melhoria nos processos.
  • Os gestores também podem padronizar e documentar as etapas e atividades, garantindo consistência nas atividades.
  • Ainda, é possível tomar decisões fundamentadas, usando a base de dados e informações fornecidas pela ferramenta.

Desenvolvimento do questionário

Antes de começar a desenvolver o questionário, é importante estabelecer claramente os objetivos desejados com o mapeamento do processo. Assim, pergunte a si mesmo: quais informações são essenciais para compreender o fluxo de trabalho e identificar pontos de melhoria?

Ainda, leve em consideração o público-alvo do questionário e ajuste as perguntas conforme seu perfil para que consiga êxito nas respostas. As perguntas devem ser relevantes, diretas e objetivas. Portanto, evite ambiguidades ou interpretações variadas nos questionamentos e, caso necessário, opte por uma combinação de perguntas abertas e fechadas para obter as informações desejadas. 

As perguntas abertas permitem que os participantes expressem livremente suas opiniões, enquanto as fechadas proporcionam respostas quantitativas, facilitando a análise estatística.

A estrutura do questionário é fundamental para garantir clareza, relevância e facilidade de resposta. Por fim, agrupe as perguntas por temas ou etapas do processo para uma abordagem organizada.

15 perguntas para um questionário de mapeamento de processos

Questionário de mapeamento de processos

Personalização para diferentes tipos de processos

Cada processo costuma ser singular, exigindo uma abordagem personalizada. Assim, é essencial ajustar os questionários de acordo com a natureza e complexidade específicas de cada processo, como ilustrado nos exemplos abaixo:

Processos lineares: para fluxos de trabalho lineares e bem definidos, concentre-se em perguntas sequenciais para cada etapa. Isso facilita a identificação de gargalos e otimizações específicas.

Processos complexos:  em processos mais complexos, que envolvem diversas etapas e interações entre diferentes áreas ou equipes, é crucial abordar várias perguntas. Considere as interdependências entre as etapas e a comunicação entre as partes envolvidas.

Processos criativos: nos processos que demandam criatividade e tomada de decisões, inclua perguntas que explorem o pensamento crítico e as opiniões dos participantes.

Processos repetitivos: para processos repetitivos, foque em perguntas relacionadas à produtividade. Questione sobre possíveis gargalos, desperdícios de tempo e recursos, além de explorar oportunidades de automação para melhorar a eficiência.

Veja abaixo um exemplo prático de perguntas para personalizar questionários em processos específicos:

  • Você identifica algum passo que costuma atrasar o restante do processo? (lineares); 
  • Quais desafios você encontra ao tentar coordenar atividades com outras equipes ou áreas durante este processo? (complexos);
  • Quais são os obstáculos mais comuns ao tentar inovar nas soluções dentro deste processo? (criativos);
  • Você identifica alguma tarefa que poderia ser automatizada para economizar tempo? Se sim, qual? (repetitivos).

Estratégias para coleta e análise dos dados

Para uma coleta eficaz de dados, é fundamental estabelecer uma abordagem clara, incluindo a definição de prazos de resposta e a garantia de anonimato, se necessário. Recomenda-se utilizar múltiplos canais de comunicação para ampliar a participação.

Após a coleta, os dados devem ser organizados e analisados. Utilize ferramentas como gráficos, tabelas e relatórios para organizar e visualizar as informações. Busque identificar padrões, tendências e áreas de aprimoramento que possam orientar futuras ações.

Na fase de interpretação/análise, é crucial verificar criticamente os dados, compreendendo as causas subjacentes dos problemas identificados. Isso permitirá a proposição de soluções estratégicas para melhorar os processos. Leve em consideração as opiniões e sugestões dos participantes, pois isso pode enriquecer as tomadas de decisões.

Checklist de eficiência em processos

Implementação e acompanhamento

Para integrar o questionário efetivamente na gestão de processos, é essencial estabelecer um plano que esclareça objetivos e estratégias, incluindo a escolha adequada dos canais de comunicação que serão usados nessa operação. É também fundamental que o questionário seja apresentado à equipe de trabalho da empresa para que saiba como operá-lo e respondê-lo, se for o caso. 

A aplicação da ferramenta pode ocorrer por meio de formulários, e-mail, sistemas internos da empresa, entrevistas individuais ou questionários impressos, oferecendo flexibilidade aos participantes. 

O acompanhamento regular dos dados coletados é essencial para identificar lacunas no questionário. Além disso, é fundamental estar aberto a ajustes com base no feedback recebido, adaptando perguntas conforme necessário e incentivando a participação ativa dos envolvidos.

Por fim, desenvolva um plano de ação detalhado para implementar as melhorias necessárias, estabelecendo metas claras, priorizando ações importantes e considerando a alocação de recursos e cronograma de execução.

Talvez seja do seu interesse saber: Como planejar uma estratégia eficiente em automatização de processos.

Tecnologia como suporte

Atualmente, diversas ferramentas e softwares estão disponíveis para otimizar a criação, coleta, análise e monitoramento de aplicação de formulários.

Nesse sentido, o Zeev BPMS destaca-se como uma poderosa ferramenta de gestão de processos, proporcionando recursos para estruturação de fluxos de trabalho automatizados, criação de formulários eletrônicos e monitoramento de indicadores de desempenho. Sua flexibilidade concede aos gestores autonomia na criação e personalização de processos, bem como a possibilidade de sua utilização antes da conclusão total do mapeamento.

Ainda, oferece um ecossistema de conhecimento abrangente, com manuais e tutoriais em português, e uma equipe de especialistas prontos para auxiliar os gestores em sua jornada rumo à excelência.

A incorporação de questionários personalizados no mapeamento de processos é, como vimos, fundamental para identificar gargalos e oportunidades de otimização, garantindo resultados precisos e insights valiosos.

Ainda não começou a utilizar questionário para mapear os processos da sua empresa? Considere implementar essa prática como uma estratégia para tornar seu negócio mais eficiente e competitivo. Aproveite! 

Stories


Artigos Similares

A Zeev coleta, via cookies, dados essenciais para o funcionamento do site e métricas de acesso. Saiba Mais.

Entendido
BPMS 5 funcionalidades e vantagens Janela de Johari o que são os 4 eus O que é e quis são as vantagens de um Quadro de Gestão à Vista 6 Passos para automatizar um Workflow!