Low-code e No-code: quais são as principais diferenças e vantagens

mulher apontando para o assunto do post: a diferença entre low-code e no-code

Primeiramente, com o crescente desenvolvimento da tecnologia na atualidade, podemos perceber o surgimento de aplicações cada vez mais eficientes. Essas aplicações, além de tornar as atividades de TI mais enxutas, permitem que outras pessoas também utilizem dessas tecnologias. Um exemplo a citar disso são as plataformas Low-Code e No-Code.

No entanto, apesar de serem conceitos bastante falados no universo da TI, ainda assim muitos possuem dúvidas sobre as diferenças e benefícios de cada um deles. Quer saber mais sobre o assunto? Então, confira o nosso blogpost até o final e entenda as diferenças entre Low-Code e No-Code.

Qual é a principal diferença entre low-code e no-code?

A principal diferença entre low-code e no-code é que com o low-code (pouco código) você pode utilizar codificação para criar soluções e o no-code permite que você crie essas soluções sem uso de código.

O que é low-code?

Antes de tudo, podemos definir que o low-code, ou em tradução livre, pouco código, nada mais é do que plataformas que permitem que você crie soluções com o uso de pouco código, bem como recursos de TI modulares que tendem a acelerar ainda mais a construção das aplicações.



Ou seja, já que o low-code não precisa de muita necessidade de programação, é possível acrescentar pouquíssimos códigos, facilitando, assim, as possibilidades do seu uso. A Bruna escreveu um blogpost com tudo o que você precisa saber sobre o low-code, é o texto mais completo no google sobre o assunto.

E o que é o No-Code?

Em suma, diferentemente do Low-Code, o No-Code, ou também conhecido como plataformas sem código, são menos flexíveis e pouco customizáveis.

Em outras palavras, essa linguagem permite que qualquer pessoa com pleno conhecimento básico de suas funções e processos consiga realizar a criação de soluções e recursos visuais, com o simples ato de arrastar e soltar elementos, por exemplo. E tudo isso sem a necessidade de precisar escrever algum tipo de código todo do zero na área de programação.

Porém, sem o uso de código você também não consegue fazer customizações para atender diferentes necessidades do seu negócio.

Também já temos um blogpost completo sobre o assunto, eu mesma quem escrevi. Saiba tudo sobre no-code.

Vídeo: Como surgiu o no-code?

Low-Code e No-Code: quais são as suas principais vantagens e benefícios para as empresas?

Entendendo o conceito e as funcionalidades do Low-Code e No-Code, não fica difícil perceber as vantagens e benefícios que cada um deles pode oferecer para uma organização. Vamos conferir abaixo:

  • Ambas tecnologias tendem a aumentar ainda mais a produtividade na área de TI, buscando a resolução de problemas de forma mais rápida e a entrega de serviços de maneira otimizada e enxuta;
  • Elas permitem o desenvolvimento acelerado de soluções. Sabemos que atualmente a área de tecnologia é o coração de uma empresa, além disso, a transformação digital tem exigido cada vez mais a entrega de soluções em tecnologia para uma empresa poder escalar seus resultados;
  • Fomentam o aumento da produtividade de outros setores através do oferecimento de soluções, uma vez que o movimento do low-code e do no-code democratiza a utilização por qualquer usuário de negócio;
  • Aceleram a percepção da POC (Provas de Conceito). Já que é podemos construir soluções de maneira rápida tanto no no-code quanto no low-code, também conseguimos ajustar detalhes e testar processos. Com isso, os envolvidos na área terão uma percepção ainda maior de como as ferramentas devem evoluir.
  • Contribuem com a redução de custos, já que tanto as plataformas sem código ou pouco código podem oferecer economia. Além disso, elas não oferecem economia somente em dinheiro, mas como também de tempo, já que tendem a evitar projetos muito extensos com participação de inúmeros desenvolvedores.
  • O low-code tem uma vantagem importante que já mencionei: a possibilidade do uso de código. Para muitas empresas a customização é um dos pontos mais importantes de um software.

Gostou desse artigo? Conforme vimos, podemos notar algumas diferenças e similaridades entre o low-code e no-code no que tange às vantagens e benefícios para as empresas.

Portanto, se você deseja otimizar os recursos visuais e otimizar as programações na área de TI, a fim de tornar as atividades mais fluidas, fique à vontade para escolher a que melhor lhe atenda. Para isso, indico alguns blogposts que podem ajudar você:

  1. Conheça as plataformas low-code que podem transformar sua empresa
  2. Ferramentas que todo analista de processo deveria conhecer

Até o próximo conteúdo!


Artigos Similares

logo zeev

Integramos agora o portfólio de Produtos Digitais da Stoque, empresa especialista em automação digital para processos e documentos. Nossos clientes passam a ter acesso a uma oferta mais ampla de soluções – tecnologias e serviços para automação de processos ponta a ponta.

Para clientes
Universidade Zeev
Help Zeev

A Zeev coleta, via cookies, dados essenciais para o funcionamento do site e métricas de acesso. Saiba Mais.

Entendido