Processos gerenciais: o que é, conceitos básicos e profissão

imagem ilustrativa de dois empresários, uma mulher com terno marrom e um homem com terno preto exibindo informações em texto sobre processos gerenciais, o que é, conceitos básicos e sobre a profissão

Você já parou para pensar como algumas empresas atingem resultados consistentes mesmo com as mudanças cíclicas do mercado? A resposta está nos processos gerenciais, uma abordagem estratégica que influencia diretamente no sucesso corporativo.

O que são esses processos e de que maneira eles ajudam as organizações? Qual é a profissão especializada no estudo e na otimização dessas atividades? Quais são os ganhos financeiros de um profissional da área? 

Nesse artigo você vai entender como esse recurso tem potencial de revolucionar a forma como a sua empresa planeja, organiza, executa atividades, e conquista a excelência no mercado competitivo. 

Tenha uma ótima leitura!



O que são processos gerenciais

Processos gerenciais são métodos e práticas adotados pela organização para otimizar operações e alcançar seus objetivos estratégicos. Envolvem, por exemplo, definição de metas, alocação de recursos, tomada de decisão, monitoramento de desempenho e busca contínua por melhoria.

Usados em qualquer área da organização, desde o setor administrativo até nas áreas operacionais, os processos desempenham um papel muito importante para o bom funcionamento organizacional e ajudam a empresa a se adaptar às constantes mudanças do ambiente corporativo. 

Os avanços tecnológicos, novos meios de comunicação com os consumidores, globalização, sustentabilidade e questões sociais, são alguns exemplos dessas mudanças. 

Processos gerenciais na prática

Existem algumas etapas básicas que devem ser cumpridas quando se trabalha com processos gerenciais. Veja as principais:

  1. Planejamento

Nesse primeiro passo faz-se a análise e identificação de oportunidades e ameaças para desenvolver as melhores estratégias para alcançar os objetivos organizacionais do negócio.

  1. Organização

Agora é o momento da organização. Quando os gestores definem quais recursos – como pessoas, materiais e equipamentos – serão necessários para realizar as diferentes atividades dos processos. Além disso, para garantir que todas as áreas trabalhem de forma colaborativa, também são definidas nesta etapa, as responsabilidades e tarefas de cada equipe.

  1. Coordenação 

Definir os responsáveis pela coordenação das atividades mapeadas nos processos é muito importante. Esses “coordenadores” devem ser capazes de garantir que as equipes trabalhem em harmonia e compartilhem conhecimento para assegurar a execução correta dos processos e otimizar o desempenho geral da organização.

  1. Controle

Definir e implementar mecanismos de controle é etapa que visa propiciar o monitoramento e a avaliação do progresso das atividades em relação aos objetivos planejados. Uma boa prática é definir indicadores de desempenho para medir a eficiência e identificar oportunidades de melhoria nos processos.

  1. Melhoria contínua

A cultura de melhoria contínua vai aperfeiçoar a operação e aumentar a eficiência organizacional como um todo. Pode ser necessário ajustar o processo, incluir novos recursos ou até suprimir atividades que não agreguem valor. 

  1. Tomada de decisão

Aqui é fundamental que os líderes façam escolhas com base em dados e informações relevantes, considerando o impacto de cada decisão no cumprimento dos objetivos da empresa.

  1. Gestão de pessoas

Os processos gerenciais também envolvem a gestão de pessoas, desde a seleção, treinamento, desenvolvimento e motivação dos colaboradores. Gestores eficazes sabem como liderar suas equipes, promover um ambiente de trabalho positivo e estimulante para o crescimento profissional e pessoal.

Material para baixar de Checklist para mapeamento de processos

Qual é a profissão de quem estuda processos gerenciais

As pessoas que estudam processos gerenciais podem atuar no mercado como Gestores de Processos, Tecnólogos de Processos ou também Gerentes de Processos. As responsabilidades desses profissionais estão ligadas à análise, planejamento, implementação e otimização de processos, para identificar gargalos e oportunidades de melhoria. 

Essa profissão exige habilidades multidisciplinares, incluindo conhecimentos em administração, tecnologia da informação, análise de dados, gestão de projetos e liderança.

Temas estudados para formação em processos gerenciais

A formação em processos gerenciais requer estudos multidisciplinares e proporciona uma base sólida em gestão de negócios, além de preparar os estudantes para atuarem em diferentes funções gerenciais. Aqui os profissionais precisam aprender sobre:

  • Administração, disciplina que abrange os conceitos básicos de gestão de negócios;
  • Gestão de Processos, matéria central no curso que explora a teoria e a gestão na prática;
  • Introdução aos conceitos e princípios básicos de economia;
  • Finanças empresariais, para obter maior clareza sobre o mercado e compreensão nas tomadas de decisões financeiras.
  • Fundamentos do marketing;
  • Gestão de pessoas, de qualidade e de projetos;
  • Logística e cadeia de suprimentos, como distribuição, gestão de estoques e operações de transporte.

Temas relacionados a empreendedorismo, ética, responsabilidade social e tecnologia da informação também são abordados. 

Onde os gestores de processos podem trabalhar

Os profissionais formados em processos gerenciais podem trabalhar em diferentes setores de uma empresa. Abaixo veja os principais:

Gestão de Processos

Área diretamente relacionada à formação em processos gerenciais. Os profissionais podem atuar como gestores de processos, sendo responsáveis por analisar e realizar o mapeamento das atividades para melhorar a eficiência e reduzir custos.

Gestão da Qualidade 

Os profissionais que atuam em áreas de gestão da qualidade, contribuem para a implementação de sistemas de gestão da qualidade, como as normas da ISO. Seu foco é assegurar a conformidade com padrões e normas que impactam os serviços ou produtos da empresa.

Gestão de Operações

Os profissionais da área de processos podem trabalhar no gerenciamento de operações, realizar o mapeamento de processos e identificar oportunidades de melhoria contínua na produção e na entrega de produtos e serviços.

Gestão de Recursos Humanos

O conhecimento em gestão de processos pode ajudar os profissionais da área a atuarem também na área de Recursos Humanos. É possível atuar em atividades ligadas a recrutamento, onboarding e treinamento de colaboradores, entre outras.

Gestão de Supply Chain

Em logística e cadeia de suprimentos, os profissionais que dominam processos gerenciais têm a habilidade de otimizar o gerenciamento de estoques, transporte, distribuição de produtos e a comunicação entre fornecedores e clientes.

Consultoria em Processos 

Esses profissionais também podem atuar de forma autônoma, oferecendo consultoria para aprimorar a operação de outras empresas. Eles vão mapear, padronizar e avaliar processos para trazer melhorias que vão contribuir para o crescimento dessas organizações.

Qual é o salário do profissional que trabalha com processos gerenciais

Como em qualquer profissão, o salário desses profissionais pode variar dependendo de uma série de fatores, como nível de experiência, áreas de atuação, porte da empresa e até mesmo a região em que atua. A formação acadêmica e a certificação profissional também podem influenciar nos ganhos. 

No portal Educa + Brasil pode-se ver que, em média, o salário dos profissionais que trabalham com processos gerenciais varia de R$ 1.476 até R$ 3.605 em empresas de pequeno porte. Já nas empresas de grande porte, os valores começam a partir de R$ 2.495, podendo alcançar até R$ 6.092.

Dica de leitura extra: Networking estratégico – 9 dicas para uma abordagem autêntica!

Importância dos processos gerenciais nas organizações

Os processos gerenciais funcionam como uma espinha dorsal que sustenta o crescimento das organizações. Ao estabelecerem uma estrutura sólida e bem organizada, direcionam e orientam todas as atividades empresariais.

Uma empresa que consegue padronizar e gerenciar com eficiência seus processos, reduz a incidência de erros e até mesmo esforços desnecessários dos times. Isso resulta em menores custos e maximiza o aproveitamento de recursos.

Para a tomada de decisão, os processos gerenciais têm muita relevância também. Eles ajudam os gestores a analisar tendências a partir de dados, identificar oportunidades e antecipar desafios. 

Benefícios da aplicação de processos gerenciais eficientes

A aplicação de processos gerenciais oferece muitos benefícios para as organizações. Abaixo, veja alguns dos principais:

  • Melhoria da qualidade dos produtos e serviços: os processos eficientes incluem padrões de qualidade bem definidos e controles internos. Isso garante que os produtos e serviços entregues aos clientes atendam aos padrões estabelecidos, resultando em maior satisfação e fortalecimento da marca;
  • Aumento da satisfação dos clientes: a organização é capaz de responder de forma mais ágil e eficaz às necessidades do cliente. Isso cria uma experiência positiva para o consumidor, aumentando a fidelização e recomendação para novos usuários;
  • Aumento da eficiência operacional: processos otimizados geram maior eficiência nas operações. A empresa passa a realizar suas atividades de forma mais rápida e com menor desperdício;
  • Melhoria da qualidade dos produtos e serviços: processos gerenciais definem padrões de qualidade e controles internos rígidos;
  • Redução de riscos e fraudes: processos bem definidos incluem controles internos que identificam e mitigam riscos potenciais e possíveis fraudes. Isso protege a empresa de perdas financeiras e reputacionais;
  • Adaptação às mudanças do mercado: com processos flexíveis e adaptáveis a organização pode responder rapidamente às mudanças no ambiente de negócios, mantendo-se competitiva e relevante;
  • Cultura de melhoria contínua: colaboradores são encorajados a buscar formas de aprimorar os processos e operações, visando o crescimento e a excelência;
  • Trabalho em Equipe: os processos também promovem a integração e colaboração entre os times, facilitando o trabalho em conjunto e o compartilhamento de informações;
  • Reduz conflitos e ambiguidades: com processos gerenciais claros, os colaboradores têm maior clareza sobre suas responsabilidades e tarefas. Isso ajuda a reduzir conflitos e ambiguidades no ambiente de trabalho;
  • Fortalecimento da imagem institucional: a organização eficiente em seus processos transmite uma imagem de confiança e credibilidade, atraindo mais clientes, parceiros e investidores.

Principais tipos de processos gerenciais

Os tipos de processos gerenciais podem variar de empresa para empresa, ao passo em que cada modelo de negócio e cada nicho de mercado tem características próprias. Mesmo assim, é possível classificar alguns tipos bem característicos, tais como:

  • Planejamento estratégico: o planejamento estratégico define metas, estratégias e guia ações para alinhar a empresa com seus objetivos. Ele é essencial para orientar as ações da empresa e garantir o alinhamento de todos os setores com os objetivos globais;
  • Gestão de recursos humanos: relacionado com gestão das pessoas e atividades como recrutamento, seleção, treinamento, desenvolvimento e gestão de talentos; 
  • Garantia da qualidade: define e implementa padrões de qualidade na organização, com ações que garantem aderência a normas de qualidade, como a ISO 9001;
  • Gestão financeira: envolve atividades de planejamento e controle financeiro, como orçamento, fluxo de caixa e custos.
  • Marketing e vendas: fica encarregado de definir e implementar estratégias de marketing e vendas. Aqui entram atividades como pesquisa de mercado, desenvolvimento de campanhas publicitárias, análise de resultados de vendas e gestão do relacionamento com clientes;
  • Suprimentos e logística: abrange a gestão da cadeia de suprimentos, incluindo aquisição, transporte, armazenamento e distribuição de materiais e produtos; 
  • Gestão de inovação e tecnologia: promove a inovação e o uso estratégico de tecnologias para melhorar processos, produtos e serviços. Inclui atividades como pesquisa e desenvolvimento, monitoramento de tendências tecnológicas e implementação de soluções inovadoras.

Aplicação nas empresas de pequeno, médio e grande porte

Além de variar de negócio para negócio, os processos gerenciais também podem contar com práticas mais indicadas para empresas de pequeno, médio e grande porte. Veja:

Empresas de pequeno porte

  1. Identificar os processos com os quais a empresa trabalha atualmente. 
  2. Mapear os processos mais relevantes e definir como será feito o registro das etapas e atividades envolvidas.
  3. Analisar os principais processos para otimizar e melhorar as atividades envolvidas em cada etapa.
  4. Padronizar as atividades e definir qual será o papel dos colaboradores para garantir essa padronização.
  5. Acompanhar os resultados.

Empresas de Médio Porte

  • Estruturar a gestão com uma equipe ou departamento específico para fazer o controle dos processos criados.
  • Modelar os processos e ferramentas necessárias para a execução dos processos e fluxos de trabalho da empresa.
  • Definir indicadores-chave de desempenho (KPIs) para medir o sucesso dos processos.

Grandes Corporações

  • Definir quais processos serão gerenciados de forma centralizada ou descentralizada.
  • Desenhar a gestão com práticas para aperfeiçoar os processos.
  • Escolher uma ferramenta para integrar processos e facilitar o trabalho de gerenciamento.
  • Montar comitês com profissionais responsáveis por definir e alinhar os processos às estratégias corporativas.

Automação de processos e inteligência artificial

Os processos gerenciais podem ser complexos nos ambientes corporativos, devido às muitas atividades e interações entre setores. Para enfrentar isso, o uso da estratégia de Automação e Inteligência Artificial pode se tornar um diferencial. 

Ao automatizar tarefas manuais repetitivas, libera-se os colaboradores para atividades criativas e mais estratégicas, além de aumentar a eficiência, reduzir erros e acelerar as entregas.

A Inteligência Artificial, por sua vez, especialmente o Machine Learning, amplia análises. Ela identifica padrões, embasa decisões assertivas e previne problemas futuros. 

Metodologias ágeis aplicadas à gestão

Metodologias ágeis aplicadas à gestão, são abordagens flexíveis que têm como objetivo melhorar a eficiência e a entrega de projetos e processos. Essas metodologias valorizam a comunicação, a adaptação e a interação entre as equipes, permitindo uma resposta mais rápida às mudanças e necessidades do ambiente empresarial. 

Algumas das metodologias ágeis mais conhecidas, são:

  • Scrum: é um framework para gerenciar projetos, focado na colaboração, na transparência e na adaptação. Divide o trabalho em pequenos ciclos chamados “sprints”, nos quais equipes multifuncionais trabalham para entregar incrementos de valor ao final de cada sprint; 
  • Kanban: utiliza cartões para representar as tarefas e colunas para indicar seu status (a fazer, em andamento, concluído). É uma abordagem eficaz para visualizar e acompanhar o fluxo de trabalho, permitindo que a equipe identifique gargalos e melhore a eficiência;
  • Lean: baseado nos princípios de produção enxuta, o Lean visa eliminar desperdícios e maximizar o valor para o cliente.

Agora você já sabe o que são os processos gerenciais e qual a sua importância dentro das empresas. Se você gostou do conteúdo e quer ficar por dentro de outras novidades relacionadas à gestão, assine nossa newsletter!

Stories


Artigos Similares

A Zeev coleta, via cookies, dados essenciais para o funcionamento do site e métricas de acesso. Saiba Mais.

Entendido
Stoque adquire a Zeev e expande atuação no mercado digital Dicas de Softwares para a Gestão de TI Como melhorar a eficiência do Centro de Serviços Compartilhados Dicas para implementar um planejamento estratégico em 2024