Como funciona o low-code?

Como funciona o low-code? Provavelmente você já deve ter se perguntado isso, acertei? O low-code tem ganho cada vez mais força. É uma abordagem de desenvolvimento visual que permite aos desenvolvedores criar aplicativos usando interfaces de arrastar e soltar.  Neste artigo falaremos mais sobre esse assunto!

O que é o low-code?

Low-code é uma abordagem de desenvolvimento que permite criar aplicativos usando componentes de arrastar e soltar por meio de uma interface gráfica do usuário, utilizando o mínimo de programação necessário.

Nesse contexto, vale ressaltar que uma pesquisa realizada pela KPMG descobriu que, desde o início da pandemia em 2020, o número de executivos que listam plataformas de desenvolvimento de baixo código como seu principal investimento em automação quase triplicou.

Portanto, as empresas já perceberam que as plataformas low-code podem ser a chave para uma automação perfeita e completa dos seus processos. 



Nós temos um artigo completo sobre low-code, caso você queira se aprofundar mais sobre o tema:

Benefícios do low-code

O low-code é uma técnica que garante os seguintes benefícios:

  • Desenvolvimento mais rápido: as plataformas de low-code permitem que os desenvolvedores criem aplicativos rapidamente usando módulos pré-construídos e interfaces visuais de fácil assimilação;
  • Custos de desenvolvimento mais baixos: utilizando o low-code, os desenvolvedores podem se concentrar na criação de lógica de negócios e interfaces de usuário, reduzindo os custos operacionais;
  • Manutenção mais fácil: as plataformas de low-code geralmente vêm com recursos integrados para testar, depurar e monitorar aplicativos;
  • Maior produtividade: com o low-code, os desenvolvedores podem se concentrar na criação de recursos e funcionalidades, em vez de escrever código;
  • Colaboração aprimorada: as plataformas de baixo código geralmente possuem recursos de colaboração integrados.

E como funciona o low-code, na prática?

As plataformas low-code funcionam com recursos de arrastar e soltar, como um jogo de lego, onde você vai encaixando as peças conforme a sua necessidade. Tudo acontece a partir de uma interface visual.

Elas contemplam:

  • Funcionalidades de arrastar e soltar;
  • Desenvolvimento orientado a modelo;
  • Desenvolvimento e implantação de aplicativos acelerados;
  • Acesso rápido a recursos, pois não requer conhecimento técnico detalhado;
  • Facilidade para pessoas não especialistas iniciarem mudanças nos negócios;
  • Tempo de colocação da solução no mercado mais rápido.

Low-code é a solução para tudo?

Low-code é uma ferramenta poderosa que pode ser usada para agilizar o desenvolvimento de aplicativos. No entanto, não é uma solução para tudo.

Existem algumas situações em que o low-code pode não ser o mais adequado. Por exemplo, se você precisar criar um aplicativo altamente personalizado ou complexo, o low-code pode não fornecer o nível de flexibilidade e controle necessários para atender aos seus requisitos. 

Além disso, o low-code pode não ser a melhor escolha se você tiver necessidades muito específicas de desempenho ou segurança, pois esses requisitos podem ser mais bem atendidos por meio de métodos de desenvolvimento tradicionais.

Vale a pena investir no low-code? 

Investir no low-code vale a pena. Veja alguns motivos que vão te convencer disso:

  • Tempo de lançamento no mercado: se sua empresa precisa desenvolver e implantar aplicativos rapidamente, o low-code pode acelerar o tempo de lançamento da solução no mercado;
  • Integração: se sua empresa possui um ambiente de TI complexo com vários sistemas, o low-code pode facilitar a integração com os sistemas existentes;
  • Risco: as plataformas de low-code são projetadas para reduzir o risco de desenvolvimento de aplicativos, fornecendo módulos pré-construídos e interfaces visuais que ajudam a garantir consistência ao projeto e reduzir erros.

Em todo caso, é importante avaliar suas necessidades e objetivos de negócios específicos antes de fazer um investimento em low-code.

Dica de leitura extra: Clean code – o que é, importância, fundamento e benefícios!

O Zeev é low-code

A plataforma Zeev é uma solução que pode ajudar. Ela possui uma interface de usuário amigável, moderna e intuitiva que inclui gerenciamento de processos de negócios (BPM). A tecnologia possibilita a gestão de processos de ponta a ponta, conectando todos os departamentos da empresa.

Ou seja, qualquer pessoa pode melhorar seu trabalho diário automatizando os processos associados na plataforma Zeev, até mesmo aquele funcionário que está tirando o período de férias de outro. 

Você já deve ter se deparado com empresas sem processos claros e com muito retrabalhos, certo? Por exemplo, quando um funcionário está de férias e outro assume suas obrigações, o trabalho não sai como o esperado. Essa é uma situação bastante comum em muitas organizações. E ela pode ser rapidamente resolvida com o Zeev!

Conheça o BPMS Zeev

Então, agora que você já sabe como funciona o low-code:

Agora que já falamos mais sobre como funciona o low-code, podemos dizer que o desenvolvimento de aplicativos e soluções com ele é uma técnica poderosa. Que permite que qualquer pessoa não especialista consiga desenvolver suas necessidades de negócio.

Com ela, os envolvidos no projeto podem economizar tempo e reduzir os custos associados ao desenvolvimento. 

Stories


Artigos Similares

logo zeev by stoque

Integramos agora o portfólio de Produtos Digitais da Stoque, empresa especialista em automação digital para processos e documentos. Nossos clientes passam a ter acesso a uma oferta mais ampla de soluções – tecnologias e serviços para automação de processos ponta a ponta.

Para clientes
Universidade Zeev
Help Zeev

A Zeev coleta, via cookies, dados essenciais para o funcionamento do site e métricas de acesso. Saiba Mais.

Entendido
Dicas para dominar as Soft e Hard Skills Janela de Johari: o que é o seu “eu desconhecido? Gráficos de Gantt: As 3 Melhores Ferramentas Gráfico de Gantt: o que é, como entender e onde criar