Vertical e horizontal: tipos de gestão o que isso tem a ver com BPM

gestão vertical e gestão horizontal

Gestão vertical e horizontal são dois modelos de gestão adotados por muitas empresas no mundo.

O gerenciamento vertical se concentra na hierarquia de poder, enquanto o gerenciamento horizontal se preocupa com a colaboração entre os membros da equipe.

Cada modelo possui características próprias que vale a pena conhecer para que você possa tomar a decisão certa na hora de escolher o mais adequado para sua organização.

No post você conhecerá melhor cada modelo e a sua relação com o gerenciamento de processos de negócios (BPM). Acompanhe! 



O que é gestão vertical?

A gestão verticalizada é o modelo de gestão organizacional mais difundido no Brasil. Nela, há uma hierarquia de poder e as decisões são tomadas de cima para baixo, ou seja, da alta administração até os subordinados. Além disso, as responsabilidades também são distribuídas verticalmente.

Outro fator notável da gestão vertical é que a comunicação entre os diferentes níveis também vem de cima. Isso significa que a alta administração passa as decisões para a gerência intermediária, que por sua vez repassa as informações aos funcionários sob sua supervisão.

Embora seja criticado por sua falta de flexibilidade, esse modelo é adotado por um grande número de empresas. 

Um exemplo de gestão vertical é quando o CEO de uma empresa decide mudar um processo e isso é comunicado aos supervisores, que são os responsáveis ​​por treinar e colocar em prática essa mudança junto com sua equipe.

O que é gestão horizontal? 

Também conhecida como gestão colaborativa ou gestão participativa, a gestão horizontal busca distribuir poder e responsabilidade de forma igualitária entre os membros da equipe.

Nesse modelo as decisões são tomadas de forma mais participativa, envolvendo todos os níveis da empresa. Além disso, os funcionários têm liberdade para contribuir com ideias e soluções, independentemente de sua função.

Um dos principais diferenciais desse modelo é que a hierarquia é mais flexível, com líderes que apoiam a autonomia, criatividade e colaboração entre os membros da equipe.

Principais diferenças entre gestão vertical e gestão horizontal 

Existem algumas diferenças entre a gestão vertical e horizontal, e entendê-las é crucial para você tomar a decisão certa. Conheça os principais:

1- Distribuição de poder 

Na gestão vertical, o poder está concentrado nas mãos dos principais líderes e gerentes. Por outro lado, na gestão horizontal, o poder e a responsabilidade são distribuídos de forma mais equilibrada entre todos os funcionários.

2- Tomada de decisão 

Na gestão vertical, as decisões são tomadas de cima para baixo e as ordens são passadas de igual modo. 

Na gestão horizontal, as decisões são tomadas de forma mais colaborativa, não sendo limitadas por áreas de atuação, cargos ou hierarquias. Além disso, os colaboradores têm autonomia para tomar decisões. 

3- Comunicação 

A gestão horizontal busca uma comunicação mais fluida, que acontece em diferentes direções, enquanto na gestão vertical, a comunicação é sempre de cima para baixo, do líder para os membros da equipe.

4- Estrutura organizacional 

Uma das principais características da gestão vertical é a hierarquia estrita e estrutura rígida. Os gerentes dão ordens aos subordinados e obedecem às ordens emanadas da cúpula da organização. 

Já a gestão horizontal tem uma estrutura flexível e adaptável, com equipes multidisciplinares e que possuem certa liberdade para agir. 

Relação do BPM com a gestão vertical e horizontal

O BPM é uma disciplina que possui ampla vinculação com a gestão vertical e horizontal, pois sua aplicação é um caminho para uma maior eficiência operacional. Isso independentemente do modelo de gestão adotado pela empresa. 

Por exemplo, na gestão vertical, os processos de negócios têm uma hierarquia rígida, seguindo a mesma lógica de uma cadeia de comando. Ou seja, nesse modelo, o BPM pode ajudar os gestores e colaboradores a cumprirem as regras estabelecidas.

Já na gestão horizontal, o BPM pode ajudar a melhorar a colaboração e a comunicação entre os funcionários. Isso porque, como dissemos, é uma estratégia para ajudar as empresas a melhorar seus processos. Isto porque se baseia num conjunto de ferramentas e tecnologias de gestão como a automatização de processos, sistemas integrados de gestão, sistemas de relacionamento com o cliente, etc.

Como pudemos ver, cada modelo de gestão tem suas características próprias, podendo ser enxergadas como vantagens ou desvantagens.

Nesse cenário, cabe à cada organização escolher o modelo que melhor se adequa às suas necessidades e objetivos, mesmo que a tendência atual seja a busca por formatos mais colaborativos.

Como vimos, cada estilo de gestão possui características próprias, e entendê-las é fundamental para que os gestores tomem as decisões corretas ao implementá-las em uma organização. 

Stories


Artigos Similares

logo zeev by stoque

Integramos agora o portfólio de Produtos Digitais da Stoque, empresa especialista em automação digital para processos e documentos. Nossos clientes passam a ter acesso a uma oferta mais ampla de soluções – tecnologias e serviços para automação de processos ponta a ponta.

Para clientes
Universidade Zeev
Help Zeev

A Zeev coleta, via cookies, dados essenciais para o funcionamento do site e métricas de acesso. Saiba Mais.

Entendido
Dicas para dominar as Soft e Hard Skills Janela de Johari: o que é o seu “eu desconhecido? Gráficos de Gantt: As 3 Melhores Ferramentas Gráfico de Gantt: o que é, como entender e onde criar