BPM e workflow: semelhanças e diferenças

bpm e workflow

BPM e workflow são utilizados por uma empresa para melhorar sua eficiência operacional e aumentar sua produtividade. Pensando nisso, preparamos este artigo para explicar a diferença entre BPM e workflow, seus benefícios e como integrá-los para obter melhores resultados em sua organização. Acompanhe! 

O que é BPM?

BPM é uma sigla em inglês para Gerenciamento de Processos de Negócios. O termo designa uma abordagem de gestão que visa implementar a melhoria contínua dentro de uma empresa por meio da modelagem de processos de negócio. 

Ademais, a disciplina combina um conjunto de métodos, técnicas e ferramentas para modelar e otimizar os processos para melhorar os resultados organizacionais. O BPM envolve a identificação de processos-chave, identificação de melhorias, implementação de mudanças, entre outras etapas.

O que é workflow?

Workflow é um termo utilizado para se referir ao conjunto de atividades e tarefas que são realizadas dentro de um processo de negócio, desde o início até o seu término. Ou seja, é a sequência de etapas pelas quais um trabalho passa, desde sua criação até sua finalização.



O principal objetivo dessa ferramenta é padronizar os processos de negócio, garantindo que as atividades sejam realizadas de forma consistente, resultando em um produto final de alta qualidade. Além disso, o fluxo de trabalho pode ser usado em diversas áreas, como vendas, logística, atendimento ao cliente, entre outros. 

Semelhanças entre BPM e workflow

BPM e Workflow são duas abordagens focadas no gerenciamento de processos de negócios, sendo essa uma de suas principais semelhanças. 

Por exemplo, ambas as abordagens buscam melhorar a eficiência operacional por meio da identificação de gargalos, identificação do tempo de ciclo dos processos, aumento da qualidade e melhoria do desempenho geral da organização.   

Além disso, as duas disciplinas fazem uso da tecnologia para automatizar processos e envolvem monitoramento e medição de desempenho. Tanto para o BPM quanto para o workflow, a melhoria contínua é uma prioridade. Isso porque são estratégias focadas no alcance de resultados organizacionais melhores. 

Diferença entre BPM e workflow  

O workflow é uma abordagem mais específica que se concentra na automação de tarefas repetitivas. É uma solução técnica que permite definir, executar e monitorar as etapas do processo para garantir melhores resultados.

Por outro lado, o BPM é mais abrangente e estratégico, uma disciplina voltada para a gestão e melhoria de todos os processos de negócio de uma organização. Sendo assim, atuação do BPM é realizada por meio de um conjunto de programas para modelar, analisar, executar e monitorar os processos relacionados.

É possível unir BPM e workflow para melhorar a eficiência operacional?

BPM e workflow combinados aceleram o alcance dos objetivos de uma empresa. Ao fazer isso, é possível maximizar a eficiência dos processos e melhorar os resultados de negócios. 

Além disso, uma empresa pode aproveitar as seguintes vantagens:  

Transparência dos processos 

Ao usar uma abordagem combinada entre BPM e workflow, as empresas podem criar fluxos de trabalho transparentes para cada processo de negócios. Na prática, os envolvidos passam a ter uma visão clara e entendem como as operações funcionam. 

Satisfação dos clientes

A combinação de BPM e fluxo de trabalho leva a uma melhor experiência do cliente, aumentando sua satisfação e fidelização. 

Competitividade no mercado

As empresas que combinam essas duas disciplinas tornam-se mais ágeis, flexíveis, portanto, mais competitivas no mercado. Além disso, a modelagem e a automação ajudam as organizações a se adaptarem às mudanças externas e a identificar novas oportunidades de melhorias. 

Processos bem alinhados e desenhados

Essa união também permite que as organizações avaliem seus processos, o que pode ajudá-las a melhorá-los continuamente. Então, resulta em operações bem coordenadas e bem projetadas.

Aumento da produtividade  

Processos claros, eficientes e automatizados geram aumento de produtividade. Sendo assim, pode ajudar uma empresa a alcançar rapidamente seus objetivos de negócio e crescer. 

Como combinar de forma eficiente BPM e workflow? 

Veja abaixo algumas dicas que podem ajudá-lo a usar e combinar BPM e workflow de forma eficaz:

  • Antes de começar, mapeie seus processos de negócios para entender como funcionam e identificar gargalos e melhorias; 
  • Entenda qual resultado você espera que seu processo alcance. Exemplos: aumentar a produtividade, reduzir custos e minimizar erros etc.;
  • Identifique os processos críticos que precisam de mais atenção e melhoria para atender suas metas e dê prioridade a eles;
  • Automatize seus processos de negócios por meio de uma plataforma de workflow. Essa ação serve para controlar os fluxos de trabalho com mais eficiência e promover o sucesso das estratégias de BPM;
  • Monitore, meça e avalie o desempenho das medidas tomadas. Com isso, é possível identificar falhas no processo e resolvê-las. 

Como você pode ver, embora sejam disciplinas com conceitos diferentes, a combinação de BPM e workflow pode ser uma ferramenta poderosa para as organizações criarem ambientes de trabalho eficientes, colaborativos e flexíveis.

Ao fazer isso, as empresas conseguem se manter competitivas no mercado e fidelizar os clientes, e com isso acelerar o alcance dos seus objetivos. 

Por fim, quer saber como implementar o BPM e automatizar os workflows da sua empresa? Conheça o Zeev.

Stories


Artigos Similares

A Zeev coleta, via cookies, dados essenciais para o funcionamento do site e métricas de acesso. Saiba Mais.

Entendido
Stoque adquire a Zeev e expande atuação no mercado digital Dicas de Softwares para a Gestão de TI Como melhorar a eficiência do Centro de Serviços Compartilhados Dicas para implementar um planejamento estratégico em 2024