Gestor Financeiro: como atua nas empresas

Gestor financeiro: como atua nas empresas

No passado, o papel do gestor financeiro se limitava, em grande parte, à execução de transações financeiras e à gestão de relatórios contábeis. Mas hoje, na era da informação e da hiper competitividade, a gestão financeira se torna um pilar fundamental para o sucesso das empresas.

Nesse sentido, o gestor financeiro, profissional altamente capacitado e experiente, assume um papel crucial na condução estratégica da organização, garantindo a saúde financeira, o crescimento sustentável e a competitividade no mercado.

Confira neste artigo as habilidades técnicas e interpessoais, trajetória acadêmica, perspectiva de carreira no mercado de trabalho e responsabilidades de um gestor financeiro.

Evolução no papel do gestor financeiro

O papel do gestor financeiro evoluiu consideravelmente ao longo do tempo. No passado, sua função se limitava principalmente à execução de transações financeiras e à geração de relatórios contábeis.



Atualmente, o gestor financeiro ganha cada vez mais relevância dentro do contexto empresarial moderno, principalmente, como um parceiro estratégico da alta administração, fornecendo insights valiosos para a tomada de decisões assertivas e a criação de valor para o negócio, conciliando a utilização de ferramentas tecnológicas e a adoção de práticas sustentáveis.

Essa transformação foi impulsionada por diversos fatores. Dentre tantos, selecionei 3 para destacar:

  • Aumento da complexidade das operações financeiras: a globalização, a diversificação de produtos e serviços e a crescente competitividade, por exemplo, exigem dos gestores financeiros uma visão abrangente do cenário macroeconômico e dos mercados financeiros.
  • Advento da tecnologia: a utilização de ferramentas tecnológicas, como softwares de gestão financeira, inteligência artificial e big data, permite aos gestores financeiros analisar dados com mais rapidez e precisão, identificar oportunidades e tomar decisões mais ágeis e estratégicas, só para exemplificar. Além disso, a automação de tarefas repetitivas e processos libera tempo para que os gestores se concentrem em atividades de maior valor agregado.
  • Maior foco na sustentabilidade: as empresas estão cada vez mais conscientes da importância da sustentabilidade ambiental, social e corporativa. O gestor financeiro tem um papel crucial na integração dos princípios da sustentabilidade na gestão financeira da organização. A análise de critérios ESG (Environmental, Social and Governance) e a implementação de práticas sustentáveis se tornam essenciais para o sucesso das empresas no longo prazo.

Atribuições essenciais do gestor financeiro

O gestor financeiro é responsável por um conjunto abrangente de atividades que garantem a saúde financeira e o crescimento sustentável da empresa. Entre suas principais atribuições, podemos destacar, por exemplo:

  • Planejamento financeiro: Elaboração de orçamentos e planos financeiros de curto, médio e longo prazo, alinhados com os objetivos estratégicos da organização.
  • Controle orçamentário: Monitoramento do desempenho financeiro da empresa em relação ao orçamento, identificando desvios e implementando medidas corretivas.
  • Auditoria financeira: Realização de auditorias internas para avaliar a conformidade da empresa com as normas contábeis e fiscais, identificar riscos e propor melhorias nos processos financeiros.
  • Captação e aplicação de recursos: Busca por fontes de financiamento adequadas às necessidades da empresa e aplicação dos recursos de forma eficiente e eficaz.
  • Estratégia de precificação: Definição de preços para produtos e serviços que garantam a lucratividade da empresa e a competitividade no mercado.
  • Gestão de impostos: Planejamento e otimização da carga tributária da empresa, buscando minimizar os custos fiscais e garantir o cumprimento das obrigações legais.
  • Monitoramento do faturamento e coordenação de custos: Acompanhamento do fluxo de caixa da empresa, identificando oportunidades de aumentar o faturamento e reduzir custos.
  • Gerenciamento de riscos financeiros: Identificação, análise e mitigação de riscos financeiros que podem afetar a saúde financeira da empresa, como riscos cambiais, de crédito e de mercado.
  • Análise preditiva: Utilização de ferramentas de análise preditiva para identificar tendências de mercado, prever riscos e oportunidades e tomar decisões mais assertivas.
Principais responsabilidades do gestor financeiro

Habilidades técnicas

Para ser um gestor financeiro, é necessário um conjunto abrangente de habilidades técnicas e interpessoais. Entre as habilidades técnicas essenciais, podemos destacar, por exemplo:

  • Análise de dados em geral (sobretudo, dados financeiros): Capacidade de coletar, analisar e interpretar dados financeiros para tomar decisões informadas.
  • Conhecimentos contábeis: Sólido conhecimento dos princípios contábeis e das normas internacionais de contabilidade (IFRS).
  • Finanças corporativas: Compreensão profunda dos conceitos de finanças corporativas, como por exemplo, o valor presente líquido, a taxa interna de retorno e o custo médio ponderado de capital (WACC).
  • Modelagem financeira: Capacidade de construir modelos financeiros para avaliar projetos de investimento, analisar o impacto de decisões estratégicas e prever o desempenho financeiro da empresa.

Habilidades interpessoais

É verdade que quando pensamos a respeito das habilidades de um gestor financeiro, logo pensamos nas habilidades técnicas, como as descritas anteriormente. Mas é importante que não nos esqueçamos das habilidades interpessoais, isto é, daquelas também conhecidas como soft skills, cujas são igualmente importantes para o sucesso do gestor financeiro.

A lista de soft skills pode ser enorme, mas selecionamos 6 para destacar:

  • Liderança: Capacidade de inspirar, motivar e liderar equipes de trabalho.
  • Comunicação: Habilidade de se comunicar de forma clara, concisa e persuasiva com diferentes públicos, incluindo a alta administração, investidores e stakeholders.
  • Negociação: Capacidade de negociar contratos, acordos financeiros e parcerias estratégicas de forma vantajosa para a empresa.
  • Resolução de problemas: Habilidade de identificar, analisar e solucionar problemas financeiros de forma criativa e eficaz.
  • Trabalho em equipe: Capacidade de trabalhar em equipe de forma colaborativa e interdisciplinar para alcançar objetivos comuns.
  • Adaptabilidade: Habilidade de se adaptar a mudanças rápidas no mercado e no ambiente regulatório, ajustando as estratégias financeiras da empresa conforme necessário.
Habilidades técnicas e interpessoais essenciais para o gestor financeiro

Tecnologia na gestão financeira

Dadas as mudanças que a tecnologia provocou até mesmo no papel do gestor financeiro no ambiente corporativo, como apresentado nos primeiros tópicos deste artigo, por fim, ela se tornou uma ferramenta fundamental para qualquer profissional, incluindo o gestor financeiro, que queira “navegar” por esse mercado, cada dia mais, conectado, competitivo e com constantes transformações e evoluções.

Ferramentas como softwares de gestão financeira, inteligência artificial e big data permitem aos gestores, por exemplo, analisar grandes volumes de dados, tomar decisões mais rápidas e assertivas, automatizar tarefas repetitivas e melhorar a eficiência e a produtividade do seu time.

Alguns exemplos práticos de tecnologias utilizadas por gestores financeiros incluem:

  • Software de gestão financeira (ERP): Permite gerenciar as atividades financeiras da empresa de forma integrada, incluindo contabilidade, contas a pagar e a receber, folha de pagamento e gestão de ativos.
  • Inteligência artificial (IA): Pode ser utilizada para automatizar tarefas como análise de dados, geração de relatórios e identificação de fraudes.
  • Big data: Permite analisar grandes volumes de dados financeiros para identificar tendências, padrões e oportunidades.
  • Business Process Management System (BPMS): Auxilia na modelagem, automação, monitoramento e automatização de processos financeiros, como solicitação de compras, aprovação de faturas e pagamento de fornecedores.

Aprofundando sobre o BPMS

E não para por aqui! Essa última ferramenta citada, o BPMS, por exemplo, também pode fornecer uma visão completa e em tempo real dos processos financeiros, permitindo que o gestor financeiro acompanhe o andamento das atividades, identifique problemas ou gargalos e, se necessário, tome medidas corretivas mais rapidamente.

Seis vezes eleita a melhor solução de BPMS do mundo, o Zeev é uma excelente opção para os gestores financeiros que desejam automatizar os seus processos e aumentar a eficiência do seu time. Com o Zeev, você tem facilidade de uso, flexibilidade, escalabilidade, segurança e suporte em uma única ferramenta.

O Zeev já ajudou diversas empresas a automatizar seus processos. Um exemplo é a empresa Sicoob Cocre que, utilizando o Zeev, conseguiu gerar uma economia de R$200 mil por ano em apenas 3 meses.

Conheça o BPMS Zeev

A utilização estratégica de tecnologias como essas apresentadas, é fundamental para que o gestor financeiro mantenha a empresa competitiva no mercado e atenda às demandas cada vez mais complexas do ambiente de negócios.

Educação e formação

Diante das responsabilidades atribuídas a um gestor financeiro, a sua formação e educação, certamente, são partes determinantes e essenciais para o desempenho da sua função. Uma formação sólida e contínua pode garantir boas oportunidades para sua carreira. Essa jornada de aprendizado abrange diversos aspectos, desde a formação acadêmica até a participação em cursos, workshops, congressos e eventos da área.

As principais opções disponíveis no mercado são, por exemplo:

Cursos superiores

A formação acadêmica, principalmente, é a porta de entrada para qualquer gestor financeiro. A graduação em administração de empresas, contabilidade ou finanças proporciona ao futuro profissional uma base sólida de conhecimentos teóricos e práticos em áreas como contabilidade, finanças corporativas, análise de investimentos, planejamento financeiro e gestão de riscos.

Ao longo da graduação, o estudante terá a oportunidade de desenvolver habilidades essenciais para o exercício da profissão, como por exemplo, análise crítica e resolução de problemas, comunicação, liderança e trabalho em equipe, além da ética profissional.

Para aqueles que já percorreram a graduação e desejam se aprofundar em áreas específicas da gestão financeira, os cursos de pós-graduação, MBA em Finanças ou MBA em Gestão Financeira, oferecem uma oportunidade única de adquirir conhecimentos avançados e aprimorar suas habilidades profissionais.

Esses cursos geralmente possuem uma abordagem mais prática e focada em situações reais do mercado, permitindo que o profissional desenvolva as habilidades necessárias para lidar com os desafios da gestão financeira no dia a dia. Além disso, a pós-graduação pode abrir portas para cargos de liderança e maior responsabilidade dentro da organização.

Certificações profissionais

As certificações ao longo da carreira demonstram o compromisso com o desenvolvimento profissional contínuo e com a atualização em relação às melhores práticas do mercado. Diversas instituições de ensino oferecem certificações profissionalizantes em áreas específicas da gestão financeira, como por exemplo, planejamento financeiro e gestão de riscos.

Bolsas de estudo e programas de incentivo

Diferentes instituições oferecem bolsas de estudo e programas de incentivo para estudantes e profissionais com o propósito de se formarem ou aprimorarem em áreas relacionadas à gestão financeira. É importante pesquisar as opções disponíveis e buscar oportunidades que se encaixem no seu perfil e objetivos profissionais.

Perspectiva de carreira e mercado de trabalho para o gestor financeiro

O mercado de trabalho para gestores financeiros é promissor e apresenta diversas oportunidades de crescimento. A demanda por profissionais qualificados na área está crescendo em ritmo acelerado, impulsionada pela complexidade e, principalmente, pela importância estratégica do gestor financeiro para o sucesso das empresas.

Nos Estados Unidos, por exemplo, a demanda por esse profissional é crescente. Em 2021, mais de 730 mil empregos foram gerados e há uma demanda projetada de crescimento de 17% até 2031.

Se você está considerando atuar, ou até mesmo já atua e está procurando se desenvolver, como gestor financeiro, as notícias são boas!

Além de ser um mercado de trabalho aquecido, a profissão pode remunerar bem, de acordo com sites que monitoram a remuneração do mercado.

No Vagas.com, a média salarial para essa função é de R$3.260,00. Por outro lado, o Glassdoor informa uma média mais alta de R$7.975. No caso de um gerente financeiro, essa média é ainda mais atraente: R$14.209 por mês.

Média salarial de um gestor financeiro

Onde o gestor financeiro pode atuar?

Como já deve imaginar, o gestor financeiro pode atuar em diversos setores da economia, assim como indústria, comércio, serviços, agronegócio e setor público. Enquanto especialista em finanças empresariais, esse profissional pode ser um autêntico coringa nas empresas em que trabalha.

Um bom gestor financeiro pode atuar em:

  • Monitoramento e avaliação do cumprimento das políticas de compliance financeiro e fiscal;
  • Planejamento de processos financeiros, administrativos, de compliance e de gestão de dados;
  • Gestão de riscos de mercado;
  • Gestão de pessoas e das respectivas rotinas financeiras e administrativas;
  • Apoio à implementação de programas de Governança, Riscos e Compliance.

Sustentabilidade e responsabilidade financeira

De todas as funções do gestor financeiro que já discutimos ao longo deste artigo, há uma que está mais em evidência: a sustentabilidade. Há algum tempo a sustentabilidade ambiental, social e corporativa, igualmente conhecida pela sigla ESG, vem ganhando cada vez mais espaços nas discussões de executivos por empresas de diferentes segmentos e tamanhos. Para os gestores financeiros, o cenário não é diferente.

Eles, por sua vez, também podem contribuir para uma gestão mais sustentável e ética das finanças empresariais de diversas maneiras, como:

  • Incorporando critérios de sustentabilidade na avaliação de investimentos: ao avaliar projetos de investimento, os gestores financeiros podem considerar critérios como impacto ambiental, social e de governança (ESG), além dos critérios financeiros tradicionais.
  • Financiando projetos sustentáveis: as empresas podem buscar financiamentos específicos para projetos sustentáveis, como linhas de crédito verdes ou títulos verdes.
  • Implementando políticas de sustentabilidade na empresa: o gestor financeiro pode participar da elaboração e implementação de políticas de sustentabilidade na empresa, como políticas de redução do consumo de energia, água e materiais.
  • Reportando o desempenho de sustentabilidade da empresa: o gestor financeiro pode ser responsável pela elaboração de relatórios de sustentabilidade, que informam aos stakeholders o desempenho da empresa em termos de sustentabilidade ambiental, social e de governança.

Estudos de caso

Uma das empresas mais reconhecidas por implementar práticas de gestão financeira à sustentabilidade, sem dúvidas, é a Natura, multinacional brasileira de cosméticos e cuidados pessoais, líder em venda direta no Brasil.

A Natura não só investe em sustentabilidade, como por exemplo, é pioneira no modelo de negócios sustentável que promove a conservação da sociobiodiversidade amazônica, é carbono neutro desde 2007 e, ainda, é certificada como Empresa B desde 2014.

Só para exemplificar, em 2022, a Natura&Co América Latina, unidade de negócios composta pelas operações da Natura, da Avon, The Body Shop e Aesop na região, destinou R$84,3 milhões a iniciativas que visam promover o impacto positivo na região e ainda realizou um aporte de R$119,8 milhões, realizados por Instituto e Fundações Avon e Instituto Natura.

O alinhamento dos preceitos de ESG à estratégia da empresa, fizeram a Natura ser a companhia mais premiada da história da edição MELHORES E MAIORES, da EXAME, que avalia empresas de capital aberto ou com dados públicos, em seu segmento.

A Natura&Co demonstra que a gestão financeira pode ser uma ferramenta poderosa para promover a sustentabilidade e a responsabilidade social, contribuindo para o sucesso da companhia e para a construção mais sustentável para o planeta.

O pilar essencial do sucesso empresarial

Como vimos, o gestor financeiro assume, cada vez mais, um papel crucial no sucesso das empresas. Através de suas hard e soft skills (ou, habilidades técnicas e interpessoais), o gestor financeiro garante a saúde financeira da empresa, contribui para o crescimento sustentável e a competitividade no mercado. A busca por profissionais qualificados na área é crescente e o futuro para os gestores financeiros é promissor.

Stories


Artigos Similares

A Zeev coleta, via cookies, dados essenciais para o funcionamento do site e métricas de acesso. Saiba Mais.

Entendido
Inteligência Artificial Tendências que moldarão 2024! Desvendando o Futuro: As Principais Ferramentas de IA para 2024! 6 melhores certificações na área de processos 6 melhores cursos sobre Gestão de Projetos